top of page

Pertencimento

Você já sentiu o não pertencimento?



Conversando com uma grande amiga sobre a vida, ela me recordou dessa imagem simples porém emblemática. O alho e o gomo da fruta são do mesmo tamanho mas possuem finalidade totalmente diferentes e não combinam!



Em 1995 os psicólogos Baumeister e Leary publicaram a hipótese do pertencimento, segundo os pesquisadores os seres humanos têm necessidade de ter e manter um relacionamento duradouro, estável e significativo com um grupo de pessoas.



Essas relações são importantes porque moldam o comportamento, pensamento e as emoções de uma pessoa, trazem vantagens evolutivas e beneficiam a sobrevivência e a reprodução.



Sentir-se pertencendo a algo também está relacionado à identidade social, necessidade de aprovação e reconhecimento dos outros, o que leva à aceitação, atenção e suporte emocional.



A sensação de não pertencimento pode surgir a partir da falta de conexão com os valores e ideias do grupo. A desconexão se alinha a outras emoções como medo, desânimo, tristeza, frustração, raiva. Nesse cenário o indivíduo pode despertar e começar a busca por sentido e por se sentir parte.



Você se sente uma mexerica no alho? Se sim, indico que comece a terapia para que você consiga se sentir pleno através do autoconhecimento e aceitação.



"Onde não puderes amar, não te demores” Frida Kahlo.


Dra Nathalia Caterina

Médica e Fundadora PlenaVi


Fonte: Jornal da USP





4 visualizações0 comentário

留言


bottom of page